Conheça: "Contos e Crônicas do Absurdo" de Rô Mierling

Convido vocês a conhecerem o livro Contos e Crônicas do Absurdo da escritora Rô Mierling – um livro de leitura rápida, intrigante e sombria.

Sinopse:
A obra analisa personagens reais em eventos do cotidiano, descritas em uma ótica crítica, dramática e até irônica, destacando o absurdo de amores, mortes, traições. São 23 contos baseados em fatos reais e 13 crônicas analisando situações do cotidiano social brasileiro. Uma menina que desaparece, uma mulher fatal e cinco homens, uma adolescente sequestrada por não saber ler, um assalto noturno que deixa marcas, o drama do Facebook, a filosofia do beijinho, a tatuagem e seus estigmas, o amor e o racismo, o poder da leitura, o estupro mental e a procura incansável de um deus inexistente, casos insólitos e reais. Esses e muitos outros assuntos são o foco dos contos e crônicas desse livro dinâmico, ágil, divertido e reflexivo. Livro de leitura rápida e fácil para leitores e até não leitores.

São contos e crônicas baseados em fatos reais. O livro está em sua terceira edição com capa nova em fundo fosco e letras em verniz. As duas primeiras edições esgotaram com mais de 1.500 exemplares vendidos. 


Está em pré-venda até dia 5 de março por 25,00 com frete grátis. Compras devem ser feitas direto com a autora para receber o exemplar autografado e marcadores especiais. Mande um e-mail para 'romierling@gmail.com' e garanta o seu!

*É uma boa sugestão de leitura!

Participe da coletânea "Tratado Oculto do Horror"

"Até 31 de março de 2016, a Andross Editora estará recebendo contos de terror para publicação no livro TRATADO OCULTO DO HORROR”


A Andross Editora está recebendo contos sobrenaturais, de suspense e de terror para publicação no livro Tratado Oculto do Horror, a ser lançado em outubro de 2016 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de março de 2016.

Sinopse do livro:
Todo aquele que abrir este livro cruzará o limiar do horror, ficando desde já acordado que todo sangue derramado será usado como combustível para pesadelos, dores e lágrimas. É um pacto pessoal, porém transferível. O leitor deixará sua carne, sua alma, mas poderá condenar alguém a tomar seu lugar tão logo entregue este tratado a outra pessoa. No entanto, tudo tem um preço.


Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site do prêmio.

*Mais uma chamada para escritores(as) brasileiros(as)!





Parceria com a Editora Dalle Piagge


Imagina a minha felicidade ao ler um e-mail da Dalle Piagge Editora confirmando a parceria e já perguntando qual o livro escolhido para ser resenhado! Posso nem ver que eu adoro! Bem, vamos ao que interessa. Conheça a seguir a mais nova parceira do blog:

A Editora:

A Dalle Piagge é uma editora jovem criada para alcançar o coração dos leitores. Nosso objetivo é trazer para o mercado editorial livros que causem impacto e que fiquem marcados na vida de cada leitor. Nós estamos sempre atentos aos movimentos do mercado atual, a fim de oferecer aos nossos clientes o melhor serviço possível.

Catálogo:

As Pontes Invisíveis
Bruno A. Castello


Sinopse: 
"Se as pessoas soubessem tudo sobre você, será que você ainda teria amigos?"
Esse é o drama vivido por Charles Van Galloway. O jovem que vive em Londres ficou três dias desaparecido e não se lembra de nada que aconteceu nesse período. Vivendo uma vida solitária e sem graça, ele acaba por descobrir que depois do seu sumir, ganhou uma habilidade que mudará a vida dele para sempre. Mesmo sem querer, todas suas memórias e experiencias são transmitidas para qualquer um que Charlie tocar. Agora ele precisa aprender a viver com as pessoas sabendo seus maiores segredos e descobrir como isso aconteceu e se há um jeito de parar.



Café Forte
Eliane Quintella

Sinopse: 
Miguel vê sua namorada aterrorizada por um demônio. Ele não acredita, acha que há alguém por trás de tudo e resolve descobrir quem é. Nessa jornada, o ceticismo de Miguel é colocado à prova e ele descobre muito mais do que podia imaginar. Um suspense fantástico que vai deixar o leitor faminto por muito mais a cada capítulo.







Rainhas
Alef Dalle Piagge

Sinopse: 
As estórias ou histórias de um modo geral nos apresentam reinados e conquistas, quase sempre vistas sob a ótica de grandes conquistadores (homens), e atrás disso algumas mulheres ficaram esquecidas e outras foram marcadas para sempre nas lembranças humanas; falamos sobre as Rainhas.

O poder, força e glamour dessas mulheres fascinaram e fascinam gerações.

Uma coisa é fato: reais ou fictícias as rainhas têm sua graça ou crueldade a flor da pele. 


*Em breve terá resenha de um destes livros, hein! Fique de olho!

Editora Wish está com novas antologias abertas para inscrição de contos


A Editora Wish tem agora mais duas antologias abertas para a inscrição de novos autores. A participação é aberta a qualquer escritor brasileiro ou com endereço no Brasil. Conheça e inscreva seu conto!

Contos de Fadas Eróticos - de mulheres para mulheres 
Chegue mais perto e sinta o calor da Fera, seja socorrida pelo príncipe ao se perder em uma floresta e acenda as velas dos quartos palaciais escondidos no final do corredor. Não precisa contar para ninguém, esses segredos ficarão entre nós duas.
A antologia Contos de Fadas Eróticos conta com 20 contos inéditos que devem ser lidos à noite, sozinha ou acompanhada. Deixe-se levar pelos aromas de desejo e prazer das princesas e camponesas que você já conhece, em momentos íntimos e únicos com seus charmosos príncipes. Suas noites nunca mais serão as mesmas!
Prazo: até 17 de julho de 2016
Acesse o edital aqui.
Vilões - Os monstros vivem dentro de nós 

A sociedade sempre foi fascinada pelos limites da psiquê humana. Onde termina o homem e começa o monstro? O que um ser que não possui compaixão ou alma é capaz de cometer?

A antologia Vilões conta com 35 contos inéditos e desvenda, cena a cena, os motivos, dores e desejos que levam os personagens a se tornarem criaturas vis, além de relatar as mais crueis histórias que os tornaram o que são hoje. Tranque as portas e não leia à noite.

Prazo: até 30 de abril de 2016
Acesse o edital aqui.




Primeiras Impressões: Deixe-me Entrar - Letícia Godoy


Sinopse: Julianne Ipswich cresceu confinada no internato Le Rosey, afastada de sua família com o pretexto de receber uma educação de qualidade. Este fato sempre a incomodou e o maior desejo de Julianne era descobrir a verdade para que a família tenha a afastado, uma vez que não ficou convencida de que a preocupação com os seus estudos seria o único motivo.

Ao completar 15 anos, ela retorna para Stone Forest, a cidade de seus pais, e, aos poucos, acaba descobrindo mais do que gostaria de saber.

Cercada por muito mais perigos e desafios do que ela jamais pôde imaginar que surgiriam em sua vida, Julianne precisará desvendar os mistérios de seu passado e preparar-se para os desafios do futuro rapidamente se quiser sobreviver. As vozes se misturam, os olhos sedentos nunca param de espreitar e o perigo está onde ela menos imagina. Será que Julianne conseguirá enfrentar tudo isso?

Título: Deixe-me Entrar
Autora: Letícia Godoy
Editora: Arwen


A Letícia Godoy, autora de Deixe-me Entrar, disponibilizou para os blogueiros interessados - inclusive eu - os primeiros capítulos de seu livro e aqui estou para contar as minhas primeiras impressões. Vou logo dizendo que não é só uma capa maravilhosa. Mesmo tendo lido apenas 32 páginas, posso dizer que este livro se destacará notavelmente.


Tudo começa em 1462, muitos anos antes de Julianne Ipswich nascer. As pessoas estão nas ruas gritando "Morte às bruxas". Algumas mulheres foram condenadas por bruxaria pela inquisição e seriam queimadas vivas. De fato, eles estavam certos quanto ao que elas eram, mas não ao que faziam. As bruxas ajudavam os camponeses mais necessitados, curando-os de diversas doenças. 

Gerard estava preocupado com Jeanne, sua amada. Ela era uma delas, mas não estava presente no julgamento. Não suportava a ideia de perdê-la. Quando encontrou Bernard, logo perguntou onde a Sra. du Chantraine se encontrava. O jovem monge respondeu dizendo que ela estava em casa e corria perigo, já que iriam atrás dela. Gerard chegou o mais rápido que conseguiu na mansão e lá estava o amor de sua vida. 
A bruxa pede ao seu querido Gerard que a mate. Ele era um vampiro, diferente dos demais, não era cruel e conseguia controlar a fera que tinha dentro de si. Depois de relutar, acaba cedendo e cumpre o pedido de Jeanne. Ela promete que o verá novamente, diz suas últimas palavras "Je t’aime mon amour!" e se vai. Em seguida, Gerard começa a agonizar no chão, sentindo uma forte dor na garganta e desmaia. Quando acorda, já não é mais o mesmo. Registra tudo no diário da falecida e ateia fogo à casa da moça, assim como pedira antes de partir. Ele deseja que as as almas de quem levou a morte de sua pequena queimem no inferno para sempre! 
"Jeanne não queria partir sem deixar uma marca de que existiu, portanto, suplicou para que eu a eternizasse em meu ser e foi o que fiz... Ela jamais morrerá em mim enquanto eu existir... Porém, com sua partida, minha bondade também partiu. Jamais voltarei a ser piedoso. Deixarei que minha verdadeira identidade prevaleça. Sim, eu sou um vampiro e viverei como um vampiro, pois amor só dediquei à minha Jeanne... Para sempre seu, Gerard Chevalier."
Isso acontece no prólogo do livro, repito, no prólogo do livro! Incrível, não é? Agora, vamos para os dois primeiros capítulos, os quais Julianne aparece.

Julianne Ipswich é uma adolescente solitária que vive em um internato suíço chamado Le Rosey. Ela não sabe o motivo de seus pais terem deixado-a naquele lugar, sente falta deles e quer vê-los novamente. Apesar disso, a garota adquiriu pais de consideração, sua professora Ellina e o marido Jansen. O casal morria de amores por Julianne, sempre passeavam juntos e desejavam o bem dela. 

A jovem recebe a notícia de que voltará para a casa de seus pais biológicos. Com isso, Ellina e Jansen lhe revelam ser vampiros e, já que irá embora, pedem para que tome cuidado. O momento tão esperado chega e Anthony, seu pai, a busca no internato. Ele aparenta ser carinhoso e lamenta por ter deixado-a por tanto tempo ali. Eles partem em viagem e quando chegam, Julianne não reage muito bem, porque sabe que o próprio pai está escondendo algo.
"Voltar para casa sempre fora o seu maior sonho, passou anos lamentando-se por não poder fazê-lo e agora que finalmente conseguia… Não era bem o que e nem como havia imaginado."
E assim termina a degustação. É, desse jeitinho. Como se eu não fosse ansiar por mais, imagina..."réllou"! Eu quero o livro completo na minha mesa até 12h! 

Eu fiquei extasiada com a escrita da Letícia. Através dela, percebemos o cuidado que teve com o vocabulário e a descrição dos dois períodos que nos remete a história. É impecável! Além disso, a diagramação está muito, muito boa, não encontrei erros de grafia e os detalhes das páginas são encantadores. A leitura flui maravilhosamente bem. Eu só tenho elogios a fazer a editora, ao capista, ao revisor, todo mundo que ajudou a realizar o sonho da Letícia.

Letícia Maria de Godoy nasceu em 13 de fevereiro de 1994 na cidade de Curitiba, no Paraná, porém cresceu em Siqueira Campos, onde descobriu, sentada sob as sombras da casa onde morava, o seu gosto pela leitura. Aprendeu a ler e escrever aos 4 anos de idade, tendo como primeira professora sua mãe, e aos 8 anos começou a escrever seus primeiros contos em restos de cadernos escolares. Desde então, nunca mais parou. Aos 17 anos passou no vestibular para ingressar na faculdade de Letras, um sonho que se tornou realidade. Aos 18 anos, publicou três contos na antologia intitulada Pontos da Vida, sua primeira aventura no ramo da literatura. Atualmente dedica-se a escrita de romances, a revisões textuais e pesquisas no ramo da linguística aplicada.

Clique na imagem e garanta o seu!

*É, essa degustação só me fez querer mais! Deixe-me entrar vai fazer muito sucesso, vocês vão ver! Obrigada, Letícia! 

Resenha: Insônia - Mari Scotti


Sinopse: Suzanna perde os pais com oito anos de idade e foi a única sobrevivente do acidente que matou seus pais. Foi salva por alguém que ninguém acredita existir.

Quando está perto de completar dezoito anos, coisas estranhas passam a acontecer. Dois rapazes surgem em sua vida, são misteriosos e parecem saber muito mais sobre ela do que deveriam.

Ela precisa escolher entre um ou outro, mas não sabe que essa escolha mudará sua vida para sempre.


Título: Insônia (Série Nefilins - Livro 1)
Autora: Mari Scotti
Editora: Independente
Ano de Lançamento: 2015
Páginas: 344

Seletiva de Antologias da Editora Illuminare


Você sonha em publicar uma poesia, um conto ou um soneto? Já se imagina vendendo livros com seu nome neles? Se vê dando autógrafos por aí? Então, vem cá, vou te contar uma novidade.

A editora Illuminare está com 4 novas seletivas abertas para antologias. Com lançamentos previstos para junho deste ano, os temas disponíveis são: história, drama, terror e poesia. Acesse os editais aqui

*Essa é a hora de você mostrar o seu talento! Boa sorte!


Tudo sobre o Grammy 2016


A maior premiação no mundo da música aconteceu ontem à noite no Staple Center em Los Angeles, com várias performances de grandes cantores(as) e entregas de troféus para os melhores do ano. Se você perdeu tudo o que rolou no evento, não se preocupe. Reuni os acontecimentos mais comentados da noite aqui e você pode conferir a seguir:

Veja alguns artistas que passaram pelo red carpet:









Taylor Swift foi a responsável pela abertura do Grammy Awards, uma das maiores indicadas esse ano. A cantora, passeando pelo palco e vestida numa roupa toda brilhante, apresentou a música “Out Of The Woods”, seu mais recente single.


Taylor Swift levou pra casa três prêmios: melhor clipe por “Bad Blood” e ainda melhor álbum pop vocal e álbum do ano para “1989”.

No seu discurso, Taylor pareceu ter mandado um recado para o Kanye West, que semana passada divulgou uma música dizendo que a fez ficar famosa. Ao receber o prêmio, Taylor falou o seguinte:

“Como a primeira mulher a vencer o Álbum do Ano no Grammy duas vezes, eu quero dizer a todas as jovens por aí, vão haver pessoas no seu caminho tentando boicotar seu sucesso ou tentando levar os créditos pelas suas realizações ou pela sua fama. Mas se você focar apenas no trabalho e não deixar ninguém colocar você de lado, um dia, quando você chegar onde deseja, você vai olhar ao seu redor e vai saber que foi você mesma e todas as pessoas que te amam que te colocaram ali e esse será o melhor sentimento do mundo.”

O Grammy resolveu unir alguns artistas nesta edição. As cantoras Ellie Goulding e Andra Day apareceram juntinhas no palco para cantar seus maiores sucessos no ano passado: "Love Me Like You Do" e "Rise Up". 


E, duas das maiores revelações do ano, James Bay e Tori Kelly também se apresentaram juntos. Em um mashup acústico, eles cantaram "Let It Go", um dos maiores hits de James, e "Hollow", single de Tori.

The Weeknd fez um medley dos hits “Can’t Feel My Face” e “In The Night”. Ele mostrou no palco do Grammy muita simplicidade e excelente potência vocal.

O tributo a Lionel Richie reuniu um elenco de grandes cantores e foi uma bela apresentação. John Legend abriu a homenagem com “Easy”, fazendo jus a linda composição ele tocou piano e trouxe seus vocais suaves. Em seguida, Demi Lovato subiu ao palco e mostrou toda sua voz com “Hello”, uma das músicas mais conhecidas do cantor. Luke Bryan assumiu os vocais com “Penny Lover”, um dos hits dos anos 80 de Lionel. Meghan Trainor se juntou a eles e cantou a belíssima “You Are”. Uma grande surpresa foi Tyrese Gibson, que também é ator, cantar “Brick House”. E para fechar, Lionel subiu ao palco e cantou com todo mundo a balada “All Night long”.

Kendrick Lamar aproveitou para fazer uma grande apresentação com as músicas “The Blacker The Berry” e “Alright”. O rapper primeiro apareceu preso junto com vários negros, com o seu som que mistura jazz, soul e rap. Logo depois, uma explosão de fogo e muitas cores e vestimentas africanas invadiram o palco. Tudo termina, então, com o continente Africano virando Compton, distrito de Los Angeles conhecido como um dos grandes berços do hip-hop.


Foi lindo ver a Adele de volta, mais madura e apresentando seu novo álbum, “25”, cuja música “All I Ask” foi escolhida para ser cantada ao vivo na premiação, com direito a vestidão vermelho e apresentação do Bruno Mars, que compôs a música com ela.


Lady Gaga, ao lado de Nile Rodgers, prestou tributo ao falecido David Bowie numa apresentação emocionante e cheia de sucessos do cantor no Grammy 2016. Com projeções no rosto, ela abriu com “Space Oddity”, seguiu com “Changes” e emendou com “Ziggy Stardust” e “Sufraggette City”. A homenagem ainda contou com “Rebel Rebel”, “Fashion”, “Fame”, “Under Pressure” e “Let’s Dance”. Para terminar, claro, o hino “Heroes”.


Além de David Bowie, ganharam homenagens os também falecidos B.B. King, num tributo feito por Chris Stapleton, Gary Clark Jr. e Bonnie Raitt, e Glenn Frey, que teve os seus colegas de Eagles se apresentando com Jackson Browne.

Justin Bieber apresentou "Love Yourself", só ele e um violão. E, em seguida, a calmaria passou quando Bieber cantou “Where Are Ü Now, acompanhado por Skrillex e Diplo nos instrumentos.


Confirmada para se apresentar na cerimônia, Rihanna não deu as caras no tapete vermelho, muito menos durante o evento. A cantora foi obrigada a ficar em repouso vocal com risco de prejudicar as cordas vocais após contrair uma bronquite e tomar dias de medicação que não fizeram efeito. Triste, né? Ela chegou a se desculpar pelo Twitter, veja:


Não teve Rihanna, mas teve Beyoncé! Queen Bey subiu ao palco para revelar o prêmio de "Gravação do Ano". Mark Ronson e Bruno Mars levaram a melhor com o hit "Uptown Funk".

petition to get bruno mars to announce every winner

Para encerrar, ainda rolou uma apresentação de "El Taxi" do Pitbull que, de surpresa, teve a companhia da Sofía Vergara no palco.

dale dale dale

E o resto dos vencedores? Confira aqui a lista dos principais premiados na cerimônia do Grammy 2016:

Gravação do Ano
“Uptown Funk” – Bruno Mars Feat. Mark Ronson

Álbum do ano
“1989” – Taylor Swift

Música do ano
“Thinking Out Loud” – Ed Sheeran (Compositores: Ed Sheeran e Amy Wadge)

Melhor Artista Novo
Meghan Trainor

Melhor Performance Pop Solo
“Thinking Out Loud” – Ed Sheeran

Melhor Performance Pop de Duo ou Grupo
“Uptown Funk” – Mark Ronson Feat. Bruno Mars

Melhor Álbum Vocal Pop
“1989” – Taylor Swift

Melhor Videoclipe
“Bad Blood” – Taylor Swift Feat. Kendrick Lamar

Melhor Álbum de Rap
“To Pimp A Butterfly” – Kendrick Lamar

Melhor Parceria de Rap
“These Walls” – Kendrick Lamar feat. Bilal, Anna Wise & Thundercat

Melhor Performance de Rap
“Alright” – Kendrick Lamar

Melhor Música de Rap
“Alright” – Kendrick Lamar

Melhor Álbum Alternativo
“Sound & Color” – Alabama Shakes

Melhor Álbum de Rock
“Drones” – Muse

Melhor Performance de Rock
“Don’t Wanna Fight” – Alabama Shakes

Melhor Música de Rock
“Don’t Wanna Fight” – Alabama Shakes

Melhor Performance de R&B
“Earned It (Fifty Shades Of Grey)” – The Weeknd

Melhor Música de R&B
“Really Love” – D’Angelo & Kendra Foster, compositores (D’Angelo And The Vanguard)

Melhor Álbum R&B
“Black Messiah” – D’Angelo and the Vanguard

Melhor Álbum Urbano Contemporâneo 
“Beauty Behind the Madness” – The Weeknd

Melhor Álbum Dance/Eletrônico
“Skrillex And Diplo Present Jack Ü” – Skrillex e Diplo

Melhor Gravação Dance/Eletrônico
“Where Are Ü Now” – Skrillex e Diplo com Justin Bieber

Melhor Trilha Sonora
Glen Campbell: I’ll Be Me

Melhor Música de Trilha Sonora
“Glory” – Lonnie Lynn, Che Smith & John Stephens, compositores (Common & John Legend)

Melhor Filme Musical
“Amy” – Amy Winehouse

Melhor Álbum de Rock, Urbano ou Alternativo Latino
“Dale” – Pitbull

Melhor Álbum Pop Latino
“A Quien Quiera Escuchar (Deluxe Edition)” – Ricky Martin

Se quiser ver a lista completa de vencedores (é tanta categoria que nem cabe aqui), basta acessar o site do Grammy.

*Poderia ter sido melhor... o Grammy nunca foge dos padrões, fazer o quê, né? Só quero ver o de 2017 com Adele, Beyoncé e Rihanna concorrendo! 


© BL Designer 2017. Todos os direitos reservados || Tudo aqui é feito com amor.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo